O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou nesta segunda-feira (27/9) em uma entrevista ao programa “Direto ao Ponto”, da Jovem Pan, como seria sua reação caso tenha que enfrentar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições de 2022.

Questionado por jornalistas se debateria com o petista, ele disse: “Será um prazer debater com ele”. Os jornalistas citaram as pesquisas de opinião pública que colocam Lula à frente de Bolsonaro em todos os cenários, inclusive com a possibilidade de vitória já em primeiro turno.

Bolsonaro, então, minimizou o poderio eleitoral do adversário: “Lula tem voto. Não é quem não tem voto. Mas não é isso que estão botando aí”.

O presidente acredita que a popularidade do petista não corresponde ao que as pesquisas indicam: “Ele não pode tomar uma tubaína na esquina, em qualquer lugar, que vai ser escrachado. Ele não consegue andar em lugar nenhum do Brasil”.