Logo após a Petrobras anunciar o reajuste no preço da gasolina e do diesel para as distribuidoras a partir deste sábado (18), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), defendeu a renúncia do presidente da estatal, José Mauro Ferreira Coelho.

Pelas redes sociais, Lira disse que “o presidente da Petrobras tem que renunciar imediatamente. Não por vontade pessoal minha, mas porque não representa o acionista majoritário da empresa — o Brasil — e, pior, trabalha sistematicamente contra o povo brasileiro na pior crise do país”.

Com o anúncio da Petrobras, o preço médio de venda da gasolina passará de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro, alta de 5,2%. Já o valor do diesel será reajustado em 14,3%, de R$ 4,91 para R$ 5,61 por litro.

Com a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço para os motoristas passará de R$ 2,81, em média, para R$ 2,96 a cada litro vendido nos postos. Trata-se do primeiro reajuste do combustível em 99 dias.

Já no caso do diesel, que conta com uma mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel em sua composição, a primeira alta em 39 dias fará com que a parcela da empresa no preço ao consumidor passe de R$ 4,42, em média, para R$ 5,05 a cada litro vendido na bomba.

R7