Teve início nesta sexta-feira13 a audiência de instrução e julgamento do caso Mariana. Segundo informações da Promotora de Justiça, Artemise Leal, “colheu-se os depoimentos de testemunhas arroladas na denúncia e teve duas testemunhas arroladas pela defesa também que foi pedida para ser incluídas em juízo”.
Entretanto pelo avançar da hora, a audiência foi suspensa e foi resignada para dar continuidade na próxima sexta-feira (20).
Segundo previsão da Promotoria de Justiça, todas as testemunhas que estavam hoje já foram intimidadas para esse próximo ato, para que assim sejam recolhidos o restante dos depoimentos e se encerre a colheita de provas testemunhal.

A estudante, de 25 anos, foi encontrada morta, sem roupa e com marcas de estrangulamento na sala do apartamento de empresário de 31 anos, localizado no Bairro Cabo Branco, na madrugada do dia 12 de março de 2022.

Johannes já respondia cerca de 20 processos judiciais e tinha histórico de violência contra outras três mulheres, porém isso só foi à púbico depois da morte de Mariana, estava se relacionado com ele a pouco mais de um mês. Ele é réu e responde ao processo judicial, em prisão preventiva.

Sabrina Barbosa