O Ministério de Minas e Energia passa por mudanças no comando nesta quarta-feira, 11. A alteração foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), e já está em vigor. Bento Albuquerque foi exonerado do cargo a pedido, e em seu lugar assume Adolfo Sachsida.

A troca de ministros acontece no rescaldo de críticas frequentes do presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), à política de preços da Petrobras. A estatal, que tem o Governo Federal como maior acionista, é vinculada ao ministério.

Bolsonaro chegou a citar nominalmente Bento Albuquerque, além de José Mauro Coelho, presidente da Petrobras em transmissão nas redes sociais na última quinta-feira, 5. O presidente disse que os servidores “não podem” aumentar o preço dos combustíveis.

Novo ministro ocupava secretaria no Ministério da Economia

O nomeado para a pasta, Adolfo Sachsida, já ocupava cargo no Governo Federal. O economista e advogado era titular da Assessoria Especial de Estudos Econômicos, no Ministério da Economia. Não foi informado quem assumirá o órgão.