Em período chuvoso, moradias que se localizam próximas às áreas de barreiras são as mais preocupam a defesa civil. São locais que correm riscos de deslizamentos e podem ocasionar desastres.

Há barreiras nos bairros do Roger, Alto do Mateus, Castelo Branco ( na altura da BR-230) e na área do São José que são as que mais preocupam a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de João Pessoa.

Uma outra área, na ladeira que liga Cabo Branco/ Altiplano, uma árvore caiu durante um deslizamento. O local está interditado e corre riscos de novos deslizamentos.

Nos últimos meses vem chovendo bastante em João Pessoa. No mês de maio, o acumulado foi de 654,2 mm. Já em junho, o acumulado foi de 323,4mm.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Kelson Chaves, João Pessoa tem suportado bem o volume de chuvas e apenas algumas ocorrências pontuais aconteceram. Ele pontuou ainda que o trabalho preventivo continua.

“ Os transtornos já conhecidos, ficarão mais evidentes durante o transcorrer do dia, caso a chuva persista, o que pode ocorrer. A orientação é evitar o tráfego por alguns pontos que a própria população já identifica, não se arriscar a transpor áreas de alagamento – caso se deparem com elas -, observar o descolamento de massa em barreiras e encostas, ter atenção com o nível dos rios – em referência à população ribeirinha – e, se possível, não fazer uso de equipamentos elétricos em momentos de chuva intensa” pontuou Kelson.

Sabrina Barbosa