Médicos do HFA (Hospital das Forças Armadas), em Brasília, retiraram cerca de 1 litro de líquido do aparelho digestivo do presidente Jair Bolsonaro na manhã desta quarta-feira. O presidente foi ao HFA de madrugada, por volta de 4h dores na região abdominal. Ele enfrentava uma crise de soluços desde o dia 3 de julho.

A suspeita é que uma hérnia no intestino, que havia sido detectada, tenha provocado o quadro atual. Daí houve a retenção de líquidos.

O presidente foi transferido para São Paulo na tarde desta quarta-feira, para ser examinado novamente por seu médico, Antônio Luiz Macedo.